Descobrir a oração de intercessão

Version imprimable PDF version Partager sur Twitter Partager sur Facebook

INTENÇÃO GERAL: Senhor, deste-nos Maria como Mãe e modelo para as nossas famílias. Ajuda-nos a fazer da nossa família um lugar onde reinem o amor, a paz e a alegria. Que cada um seja amável, gentil, atencioso, paciente. Onde cada um não veja senão o bem nos outros. Que os esposos permaneçam repletos de ternura um pelo outro. Que nos mantenhamos unidos, quer nas alegrias quer nas tristezas, graças ao poder da oração. Que a oração esteja no coração da nossa família. Que possamos ser profundamente contemplativos, intensamente eucarísticos, e vibrantes de alegria. 

Com o Papa Francisco: «que as famílias em dificuldades recebam o apoio necessário e que as crianças possam crescer num ambiente saudável e com serenidade.»

 

“Que eles rezem... por cada casal e, de modo especial, pelos que, em  particular, contam com eles”. 
Pe. Henri Caffarel.

Meditação pai Marcovits

A VOCAÇÃO DO PADRE CAFFAREL
 
Conhecemos a história contada pelo padre Caffarel de sua vocação. É bom lê-la novamente: "Aos vinte anos, Jesus Cristo, num instante, tornou-se alguém para mim. Ah! Nada espetacular. Neste distante dia de março (1923), eu soube que eu era amado e que eu amava, e agora entre ele e eu seria para toda a vida. Ele também diz: "Desde aquele dia eu tenho apenas um desejo: entrar nesta intimidade com Cristo, e esse outro desejo de trazer os outros para isso, porque se tornou crucial na minha vida, isso me deu a alegria de viver, a graça de viver, o impulso de viver. Também não posso parar de desejar aos outros este encontro com o Cristo vivo, essa descoberta que Deus é amor "(citado por Jean Allemand, Henri Caffarel, um homem arrebatado por Deus, pg. 14-15).
 
As confidências do padre Caffarel não são incontáveis. Muitos dos sacerdotes daquele tempo agiam assim: queriam desaparecer para deixar o lugar para Deus. No entanto, essas confidências são mais numerosas do que pensamos. Falando sobre os outros, o padre Caffarel entrega sua experiência, seu coração. Ele está na história que ele nos conta, ele está em suas palavras, ele nos abre a alma. Em suas linhas, está inteiramente, mas com total discrição para deixar o lugar para o Senhor. Assim, das primeiras palavras de seu livro Presença a Deus, cartas sobre a oração (pg.08): "Um sentimento de tristeza nos apreende quando, nossa chegada a uma cidade desconhecida, ninguém está lá para nos esperar. Nenhum rosto alegre para nos receber... "Como não pensar sobre o padre Caffarel (bem) acolhido no Brasil! Mas como não pensar na sua experiência diária: na oração, o Senhor o aguarda. E ele se une então àqueles que vêm para ele: suas primeiras palavras lançadas para os retirantes de Troussures, com os braços abertos: "O Senhor te espera!”. Jesus é "Alguém para ele", ele quer que o Senhor se torne alguém para retirantes. Tudo tem sua origem na primeira experiência de sua vocação.
 
Outro exemplo de sua maneira tão discreta de falar sobre sua vocação é também mostrar a universalidade do chamado de Deus. Tem uma página marcante na história do jovem rico: "Jesus olhou-o e amou-o" (Presença de Deus, p.32-33). "O amor e o olhar caminham juntos. É preciso olhar para amar, mas é preciso também amar para olhar verdadeiramente. "E o padre Caffarel demonstra: "Nada melhor do que o olhar para revelar o amor. Aquele que é assim olhado não se engana. O padre Caffarel escreve com grande delicadeza sobre o amor humano. Mas jamais ele se esquece que o amor humano encontra sua plenitude no amor de Deus que está encarnado nele. "Há uma coisa ainda mais admirável, quando esse olhar de amor é o de um cristão, que pela luz de Cristo compreende (...) com que amor somos amados por Deus. Tenho certeza de que Deus desejaria que cada ser encontrasse este olhar ao menos um dia na vida. »Para o Padre Caffarel, isso aconteceu em março de 1923, foi sua vocação. Ele teve outros encontros assim tão forte com Deus? Nós não sabemos. No entanto, acontece que, quando Deus se torna "Alguém" para uma pessoa, essa luz é suficiente para dar um impulso para toda a sua vida. Este impulso irá encontrar a sua conclusão e florescer no céu, na presença de Deus e na presença dos irmãos humanos que Ele nos deu para amar. O padre Caffarel avançou na fé.

Pe. Paul-Dominique Marcovits, o.p., Conselheiro Espiritual dos Intercessores 

Ler a Carta aos Intercessores

2017: N°160 Outubro 2017 - N°159 Julho 2017 - N°158 Abril 2017 - N°157 Janeiro 2017

2016: N°156 Outubro 2016 - N°155 Julho 2016N°154 Abril 2016 - N°153 Janeiro 2016 

2015: N°152 Outubro 2015N°151 Julho 2015 - N°150 Abril 2015

A intercessão não é uma especialidade, um estado místico particular.
É a experiência de todo cristão que participa da oração do Senhor.


Oração de comunhão, pelo Espírito, com a vontade do Pai, que quer que todos sejam salvos.
Oração atenta à salvação de todos, à cura de todas as feridas, tanto as mais escondidas e secretas, como as mais visíveis, no sopro do Espírito Santo.
Oferecimento da nossa vida, com Cristo, em favor dos irmãos e das irmãs, os mais próximos e os mais distantes. 

Oração dos intercessores

Deus, nosso Pai, vós nos enviastes vosso Filho amado, para a salvação do mundo.
Sentado agora à vossa direita, 

Ele não cessa de interceder por todos  os seus irmãos humanos. 
Movidos pelo Espírito Santo, queremos unir-nos à sua oração, para a salvação de  todos. 
Que sacerdotes e casais sejam fiéis a seus compromissos, a serviço da comunhão na Igreja, irradiando o amor que colocastes em seu coração. 
Que todos os vossos filhos, em todo o mundo, descubram a felicidade que nos dais e vivam com respeito e dignidade, na alegria e na paz. 
Deus, nosso Pai, por intercessão de Nossa Senhora e de todos os Santos concedei-nos a nós, que somos intercessores junto a vós, realizar nosso serviço de intercessão, por amor a vós e a todas as pessoas.

Amém. 

→ Download de oração.