"Que as famílias possam também escrever o documento do Sínodo"

Version imprimable PDF version Partager sur Twitter Partager sur Facebook

 

«O envio do relatório final do último Sínodo, com uma série de perguntas, não serve só para ler estas.  É preciso que cada diocese, cada paróquia as ponha em cima da mesa para as discutir, para as completar, para aprofundar o que não é dito.  Que as famílias entrem nesses documentos, que sobre eles dêem o seu testemunho com convicção, que possam escrever o documento do Sínodo.  O problema não deve centrar-se apenas na questão dos divorciados recasados.  Há também o dos noivos que constantemente rejeitam o casamento, os cônjuges que se recusam a dar a vida, os que não aceitam não a poderem dar, o facto de a maioria dos jovens na prisão não terem pai…  As catequeses actuais do Papa Francisco sobre a família devem ser ouvidas neste sentido com interesse e encorajar os fiéis a comprometerem-se neste Sínodo».
 

Texto de Monsenhor Vincenzo Paglia,
Presidente do Conselho Pontifício para a Família.